A Câmara Municipal de Caucaia aprovou, na sessão do dia 06.06, projeto de indicação de autoria da presidente da casa, vereadora Natecia Campos (PMB), que trata da instituição da tarifa social no município. Trata-se de um projeto de largo alcance social que vem, uma vez aceito pelo poder executivo, alcançar toda a população caucaiense que hoje tem o transporte público como principal meio de locomoção.

Segundo o projeto de indicação, o pedido será encaminhado ao prefeito Naumi Amorim, por meio da Secretaria de Patrimônio, Serviços Públicos e Transportes, e prevê a implantação da tarifa social em caráter permanente nas linhas de ônibus intermunicipais e municipais.

Ao justificar sua indicação, a presidente da Câmara de Caucaia observa que “o transporte público é um serviço essencial para a população e precisa ser gerido pelo poder público com a máxima eficiência. Eficiência esta no apoio às classes sociais com renda mais baixa que ocupam áreas periféricas mais segregadas nas quais o serviço de transporte público urbano assume papel central”.
Defende a vereadora, que o projeto visa promover a redução do tempo de embarque, além de proporcionar a redução do índice de assaltos aos operadores e usuários em função da diminuição do volume de dinheiro em circulação dentro dos veículos. Também consta nos benefícios oferecer ao usuário uma tarifa acessível, contribuindo para a redução das desigualdades e promoção da inclusão social.

A tarifa social, a exemplo de como funciona em Fortaleza, tem um custo menor nos horários em que o transporte coletivo circula fora dos horários de pico. Outra medida seria o usuário ter acesso a utilizar o coletivo metropolitano e o municipal pagando apenas a tarifa complementar.

Atualmente a tarifa cobrada pela empresa que presta serviço em Caucaia custa R$ 3,20. Com a tarifa social – uso de coletivo aos domingos e feriados – o custo seria de R$ 1,10. Já a hora social – de segunda a sábado das 9 às 10 horas e de 15 às 16 – a tarifa seria R$ 1,30; enquanto a tarifa complementar – usada em ônibus municipais – ficaria entre R$ 0,70 a R$ 1,00.

Natécia está confiante que o projeto de indicação será aceito pelo poder executivo, “por confiar na sensibilidade do prefeito Naumi Amorim” que tem demonstrado ser um gestor voltado para as causas sociais.

“Vamos confiar que este projeto retorne ao legislativo em forma de projeto de lei”,

concluiu.